quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Dica de cinema - O segredo dos seus olhos




Essa semana, assisti ao filme vencedor do Oscar de Filme Estrangeiro, O segredo dos seus olhos, e devo dizer que não se pode atribuir-lhe definição outra que não genial! Não lembro de ter assistido nada parecido na vida! O filme é de uma riqueza, de um primor que, se não atinge a perfeição, faltou muito pouco.

Dirigido por Juan José Campanella, a película narra a história de Benjamin Esposito (Ricardo Darín), que se aposentou recentemente do cargo de oficial de justiça de um tribunal penal. Com bastante tempo livre, ele agora se dedica a escrever um livro. Benjamin usa sua experiência para contar uma história trágica, a qual foi testemunha em 1974. Na época o Departamento de Justiça onde trabalhava foi designado para investigar o estupro e consequente assassinato de uma bela jovem. É desta forma que Benjamin conhece Ricardo Morales (Pablo Rago), marido da falecida, a quem promete ajudar a encontrar o culpado. Para tanto, ele conta com a ajuda de Pablo Sandoval (Guillermo Francella), seu grande amigo, e com Irene Menéndez Hastings (Soledad Villamil), sua chefe imediata, por quem nutre uma paixão secreta.


O roteiro é brilhante, tão bem amarrado e inteligente. E tão complexo que sou incapaz de defini-lo. Porque, por vezes, o longa soa como comédia, com um humor delicioso, arguto e bonachão. Noutros momentos, é um filme investigativo, policial, repleto de segredos. Ao mesmo tempo, é um drama, denso, romântico, eivado de questões profundas, dilemas inacabados, obsessões. É, ainda, crítico, revelando as sujeiras da política argentina. E é tão rico em detalhes! Preste muita atenção, do início ao fim, mas em especial a uma máquina de escrever quebrada (e não digo mais nada).

A trajetória de cada personagem cativa e as atuações são espetaculares, intensas - e nesse sentido, o título adquire toda a pertinência do mundo, já que os olhares dizem tanto ou mais que as palavras. Darín e Soledad Villamil vão te deixar angustiado juntos com eles.

No que diz respeito ao âmbito técnico, o filme é primorosamente produzido. A fotografia é maravilhosa, com destaque para a belíssima cena da estação de trem, tanto na versão vivida como na lembrada.  A maquiagem é indefectível, tão perfeita que fiquei me perguntando se Villamil foi envelhecida ou rejuvenecida. Sem contar a ousadia de um take aéreo que mergulha, sem cortes, num campo de futebol, para encontrar rostos específicos em meio à multidão e, em seguida, desenrolar-se numa vertiginosa perseguição.

Além de ter importância histórica, já que, com o Oscar, projetou o cinema sul-americano a outro nível (não que o que os velhotes da Academia decidam signifique, de fato, alguma coisa), O segredo dos seus olhos é um filme único, por ser tão múltiplo e, ao mesmo tempo, tão específico. E essencial, porque emociona, diverte, entretém, toca.

***
Quero assistir: os concorrentes: "A fita branca" e "A teta assustada"

***
Também assisti e recomendo:

# It's complicated, com Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin. Comédia romântica bem engraçadinha, que narra como cinquentões (ou sessentões, não sei) têm de lidar com novas paixões e romances antigos. Meryl aparece mais uma vez como chef (#meinspiro), com direito a tapa na pantera e tudo. Divertido.

# Bienvenue chez les Ch'tis (A Riviera não é aqui), filminho francês maluquete, no qual a vida do funcionário Phillipe muda surpreendentemente quando ele é transferido para uma agência em Nord-Pas-de-Calais, no Norte da França. Trata-se de uma sátira do roteirista e ator Kad Merad com sua região de origem, enfatizando as diferenças locais. Divertido e fofo.

3 comentários:

  1. Aline,
    Adorei o post. Sou muito fã do cinema argentino desde os tempos de "nove rainhas" e mais fã ainda do Darin. Este filme é fantástico. Você já viu " o filho da noiva"? Acho maravilhoso!
    beijocas, Re.

    ResponderExcluir
  2. Olá querida!
    vc acabou de descrever perfeitamente o meu filme favorito de todos os tempos...tive a oportunidade de ir ao cinema assistir esse filme e posso dizer que esse é um dos filmes que a gente se contorce de agonia ( como naquela cena em que a Irene e o Benjamin estão no elevador e entra o assasino...),torce pelos personagens (aquela hora que eles estão na sala da irene), ri e chora com o pablo e a cena do estadio é uma das mais geniais... uma tomada incrivel! e aquela cena em que a irene provoca o acusado até ele confessar... é tão tão genial... enfim eu poderia ficar horas escrevendo sobre esse filme porque ele é muito muito bom! a maquiagem é maravilhosa tbm! Fiquei tão fã do filme que quando eu fui para Buenos Aires um dos meus maiores desejos era ir no estadio do racing (q ficava 'longe' da capital federal) e ir na estação de trem (que eu fui duas vezes e os olhinhos encheram de água qdo eu vi aquele lugar lindo!)
    Vc já viu o filme o "filho da noiva" é tbm com a dupla Campanella e Darín! esse filme foi muito especial pra mim porque lembrei muito do meu avô que teve Alzheimer... vale a pena assistir!
    Ufa! escrevi demais!

    bom fim de semana querida!

    ResponderExcluir