sexta-feira, 15 de abril de 2011

Poema para gatos




Silêncio, 

eis a tarefa 
de todos os gatos. 
Poucos sabem perscrutar 
(talvez ninguém em plenitude) 
o grau de solidão necessária 
ao saber auto suficiente 
para ser felino e doméstico 
em sua tarefa de monge 
guardião do inextricável 
em quem o homem não percebe 
a metafísica natural, 
recolhimento 
saber 
sensualidade 
e aceitação.


Artur da Távola

8 comentários:

  1. Gatos são fofos !!!
    Adoooro !!!
    Beijoooocas, amiga do coração !!!

    ResponderExcluir
  2. Amei o poema! :)

    Beijinhos, querida! Ótima sexta pra você!

    ResponderExcluir
  3. Gatos são tão donos de si. Adoro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Não exite um animalzinho mais charmoso que felinos..eu tenho dois sou totalmente apaixonada!!!Bjks

    ResponderExcluir
  5. Amo Amo Amo os gatinhos, eles são muito charmosos!
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Muito bonito o poema. Só nós que temos gatinhos sabemos o quanto eles são maravilhosos!

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Tô pensando em adotar um gatinho quando eu for para minha casa nova... eles são tão fofos, né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Hey, Little Doll!! Saudades de vc, menina!!

    Gatos... Podemos observar, observar, conviver a vida toda e vão sempre nos surpreender... Coisas lindas...
    Esse filme aí em cima é bem tenso, né?? Eu gosto da Keira mas implico que ela não fecha a boca!!! Tem que respirar pelo nariz! ehehe
    To adorando suas saias mimolet (que nome mais charmoso, né?)!
    Beijinhos mil!

    ResponderExcluir