segunda-feira, 11 de julho de 2011

Dica de cinema: Meia-noite em Paris


Eu andava meio desanimada com os últimos lançamentos da sétima arte, mas fui surpreendida com Meia-noite em Paris, o último do tio Woody. Não poderia esperar um filme mais sintonizado comigo que esse: nostálgico, sentimental, leve, bem humorado. Como se não bastasse, o longa é recheado de "referências" aos ícones da arte.

Não quero me estender, pra não estragar o impacto e a graça - porque o filme esbanja essa última, nas suas melhores acepções. Owen Wilson interpreta Gil Pender, roteirista de Hollywood que está passando férias em Paris com a família da noiva, Inez (Rachel McAdams). Pender adora voltar à Cidade Luz, pois sente-se conectado com a "grande arte", longe da mediocridade dos blockbusters de Los Angeles. Gil adoraria viver nos anos 1920, período em que F. Scott Fiztgerald, Ernest Hemingway, Pablo Picasso circulavam por ateliês e cafés da cidade, e devaneia a respeito disso.
Allen se utiliza do fantástico para discutir a relação do artista com a "verdadeira" arte, o (pseudo)intelectualismo, a arte de massa e a nostalgia com eras supostamente menos decadentes. E lança mão de um elenco de peso para tal. Paris, como é de se esperar, assume seu papel na trama, ao revelar seus prismas mais românticos e bucólicos, capazes de inspirar protagonista e expectador, simultaneamente. Como se nota nessa leva de filmes sobre cidades europeias, Woody Allen está mais divertido, menos preocupado, mais despretensioso. Ainda que se perceba que é sua própria voz que ecoa nos questionamentos e conclusões do também cineasta Pender, o filme termina mais por enternecer que por instigar, sugerindo que arte de verdade não é aquela que se eleva sobre a trivialidade da vida, mas a que nos ajuda a entendê-la, diante de suas agruras e complexidades.


13 comentários:

  1. Oi Aline!
    Então, tive a mesma reação ao ver esse filme... também estava meio sem vontade desses lançamentos e fui ver ao acaso esse filme e me apaixonei...

    fiz um post també, se quiser e puder dar uma olhada...rs

    Link:http://outros-devaneios.blogspot.com/2011/06/filme-meia-noite-em-paris.html


    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline!
    Adorei seu texto, ou melhor, adoro seus textos. Por isso já votei váaaaarias vezes lá no site, viu!? rsrsrs Morrendo de vontade de assistir ao filme, mas quem mora no interior sofre, viu! Aqui não tem cinema :(...

    Bjssss

    ResponderExcluir
  3. hmmmm quero ver esse filme!! =)
    vou ver se assisto..

    vou votar la Li!! beijossss

    ResponderExcluir
  4. Vou ver,sim!adoro Woody Allen,adoro!


    bjs,Aline Aimée e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. tô louquinha pra ver esse filme, pq antes de tudo é do woody =~~ hahaha

    =***

    ResponderExcluir
  6. oi lindona!!!!! caramba, já é a segunda pessoa que escreve hoje sobre esse filme...já estou curiosa. Vou ver se assisto ainda esta semana! beijo enorme e com saudades de vir aqui! Já voltei da minha segunda cidade marilhosa e passei aqui para matar as saudades um pouquinho!beijocas, Dany

    ResponderExcluir
  7. amei a dica! adoro owen wilson,
    otima semana
    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Ah, to louca pra ver, vou amanhã. Mas tenho certeza, trará lembranças muito lindas!!
    Beijos Aline,
    Boa semana!
    Tati
    Ah, to tentando sempre atualizar o blog, quando puder, passa lá ;) http://nopaisdasentrelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Estou enlouquecida de vontade de assistir esse filme, mas pense que aqui nem estreou.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  10. Com essa sua resenha me deu muito mais vontade de ver, vou correr pro cinema! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ah, que coincidência... Minha dica de filme será amanhã, e é exatamente esse! rs
    Adoro Woody Allen, todosss... mas, esse superou tudo! Se der, amanhã, irei postar cedinho... confere, enchi de fotos...rs. sou exageradaaaa e coloquei tbm a trilha! Linda, né?
    Bjs, querida...

    ResponderExcluir
  12. Assisti domingo,adorei,achei mágico sai do cinema "chapada".bj

    ResponderExcluir
  13. Tabém gostei muito...nem tinha como não gostar: adoro Woody Allen e adoro Paris :-)

    ResponderExcluir