sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Desafio de livros - dois em um

Dia 16: Livro favorito que foi feito em um filme
Dia 17: Um livro que é um prazer culpado



Ontem não tive tempo de indicar o livro do desafio, então hoje teremos dois. Por "livro favorito que foi feito em um filme" entendo que se trate de um livro favorito que foi adaptado para o cinema.  Como essa história de favorito comigo só funciona no  plural, vou indicar uma das minhas adaptações favoritas.


O romance do português José Saramago (e o filme) conta a história de uma inédita epidemia de cegueira, inexplicável, que se abate sobre uma cidade não identificada. Tal "cegueira branca" - assim chamada, pois as pessoas infectadas passam a ver apenas uma superfície leitosa - manifesta-se primeiramente em um homem no trânsito e, lentamente, espalha-se pelo país. Aos poucos, todos acabam cegos e reduzidos a meros seres lutando por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. À medida que os afetados pela epidemia são colocados em quarentena e os serviços do Estado começam a falhar, a trama segue a mulher de um médico, a única pessoa que não é afetada pela doença.

Eis uma obra prima de Saramago, de um realismo escruciante, apesar da moléstia alegórica. Soco no estômago mesmo, pra ficar pensando (muito) depois. E o filme de Fernando Meirelles é uma adaptação bem fiel e muito bem feita, com atuações estupendas de Mark Rufallo e Julianne Moore. Recomendadíssimos!

***

Agora meu prazer culpado. Temo que seja uma definição um pouco esnobe, já que sugere que teríamos vergonha de admitir o apreço pela obra diante de sua qualidade supostamente duvidosa. Então, indicarei, já ressaltando que gostei tanto que fiz até resenha nesse post. Digamos que se enquadra na categoria de prazer culpado porque virou best seller e foi indicado pela vejinha.


Nesse romance autobiográfico, Elizabeth Gilbert relata sua busca pela própria felicidade, após um traumático divórcio. Nessa jornada, ela redescobre o prazer da gastronomia e do ócio na Itália, mergulha num retiro espiritual na Índia e pratica o equilíbrio entre prazer mundano e plenitude da alma na Indonésia.
Há a famosa adaptação para o cinema, com a Julia Roberts.

12 comentários:

  1. Li e assisti os dois! Delícias! =)

    Beijos e ótima sexta, querida!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li o livro do Saramago nem vi o filme, apesar de o ter em casa. A tua resenha deu-me muita vontade de ir pra casa e vê-lo! Já o segundo, ai...eu costumo amar esse tipo de livros, mas para mim não deu. Só consegui ler até à parte da Índia, a mais chata de todas, e não consegui continuar. Na volta da Malásia vi o filme no avião e achei mais interessante, mas mesmo assim...não sei, é daquelas coisas inexplicáveis...

    ResponderExcluir
  3. Concordo com isso de prazer culpado ser uma definição meio esnobe... De vez em quando me pego falando que sei que não deveria ter gostado de algum livro ou filme, mas gostei.. Depois penso... Quem disse que eu não deveria gostar? Gostei de um livro do Paulo Coelho. Acho o Vin Diesel bonito. Nunca vi Star Wars. Coleciono bonecos de unicórnios. Enfim... Hahaha acho que o "pronto, falei" abriu portas para pararmos de sentir vergonha de quem somos. Hehehe.
    Não li ensaio sobre a cegueira, mas vi o filme e cheguei a conclusão que não quero ler o livro. Achei muuuito tenso. Comer rezar amar nunca tive vontade de ler nem de ver o filme... Estranhamente não me senti atraída pela idéia.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  4. Não li nenhum dos dois. O filme Ensaio... é excelente! A atuação da Julianne Moore é sempre fora de série.
    Adoro filmes assim, "pesados".
    Comer, rezar... é um filme super gostoso. Na verdade, o que me atraiu foi a parte do retiro espiritual. No livro essa parte é mais explorada? Sonho em ir para a Índia (minha profe de yoga vai passar 5 meses lá agora...inveeeeeja branca).
    Comprei o livro da Clarice que vc indicou (fiquei super curiosa). Vou começar a ler e depois conto como foi minha impressão de leiga...rs
    Bj.
    Alê (R)

    ResponderExcluir
  5. Alê, por acaso sua prof. de yoga é a Tati?
    E na questão do retiro espiritual é interessante perceber a dificuldade de um ocidental em se adaptar à rotina de pouco sono e muuuuita meditação e trabalho. Na Indonésia ela meio que descobre um equilíbrio. Mas não aprofunda muito, porque ela ainda tem questões muito mal resolvidas, faz um amigo lá e é ele que meio que a bota nos eixos.
    Mas lê sim. Ela é bem engraçada, tira sarro de si mesma, é legal.

    Beijo, querida!

    ResponderExcluir
  6. já assisti os 2 filmes, mas nunca li os livros :(
    xerooOO

    http://paty-as-avessas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Assisti ao filme "comer, rezar e amar" e foi exatamente isso que me deu vontade de pegar o livro pra ler... porque eu detestei o filme... achei extremamente superficial, e Julia Roberts poderia ter atuado mil vezes melhor, pelo menos a meu ver! Foi muita decepção... mas como a história me parecia interessante mesmo só com a sinopse, e uma amiga me disse que o livro era realmente muito legal, e nem se comparava ao filme, me animei a ler... apesar de até hoje não ter pegado nele ainda :x

    ResponderExcluir
  8. oi flor! bom saber que você também está no desafio! tomara que nos vejamos na final! :)

    ResponderExcluir
  9. Aline, eu moro em SP, Capital, e sou paulistana. O nome da minha professora de yoga é Cláudia. Mas tenho um pézinho no Rio, porque meu pai é carioca (mas mora aqui já faz uns 40 anos!!). Bj e obrigada pela atenção.
    Alê (R)

    ResponderExcluir
  10. Alê, a Tati é de SP tb. Ela tá organizando uma viagem pra Índia.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline! Td bem? =)

    Eu confesso que tenho uma certa dificuldade em ler livros da bancada dos 10 mais quando eles são os 10 mais, rs! Espero o furor passar para não me sentir digamos... influenciada, rsrsr! Vou procurar ambos com certeza.

    Flor, vim aqui te convidar pra conhecer a "Blogueira do Mês" lá no Thoughts in Excess. Escolhi uma blogueira pra postar lá, acredito que vc vai gostar do que ela escreveu =)

    Ah! E agora tenho loja virtual também, quando puder, venha conhecer: http://myblackballoons.blogspot.com/

    Bjoks e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Veja só!
    Estou relendo Ensaio Sobre a Cegueira, vi o filme, mas gosto mesmo do livro - é de fato "um soco no estômago"!
    Sobre o outro livro, vi o filme entretanto não gosto da Julia Roberts fazendo papel de eterna 'pretty womam'...mesmo assim é uma boa pedida pra assistir com as amigas!

    bom sábado!

    ResponderExcluir