sábado, 3 de setembro de 2011

Desafio de livros - Um livro que me fez chorar

Dia 4: um livro que me fez chorar

Já fui mais durona. Conforme vou envelhecendo, vou ficando mais molóide. Só comecei a derramar lágrimas com livros e filmes há poucos anos. Na verdade, acho que um único livro me fez chorar nessa vida: Carta a D., de André Gorz.



Nesse relato, o filósofo austríaco narra os 58 anos que passou ao lado da esposa, Dorine, portadora de uma doença degenerativa que a debilita progressivamente. Gorz comenta de forma resumida sua trajetória intelectual, enfatizando sua relação de amor e cumplicidade com Dorine, que sempre buscara apoiá-lo em seu engajamento e formação político-filosóficos, apesar do sofrimento físico a que a doença a submetia.

É comovente a angústia do casal diante da enfermidade cada dia mais escruciante, que acaba obrigando-os a mudar de vida, assim como o desconsolo do autor, diante da ideia de ter de continuar a vida sem a sua amada companheira.



Terminei o livro chorando no ônibus, enquanto voltava do trabalho para casa.

4 comentários:

  1. Ah, eu choro bastante, sou bem molóide ! Eu quase choro só de ver a fotinha dos dois velhinhos, magina se eu lesse - mas vou procurar!
    Beijos
    Anna

    ResponderExcluir
  2. Estou adorando o Desafio dos Livros!
    Adoro ler, mas esse ano não estou tendo muita sorte, já peguei vários que não aguentei terminar de ler de tão ruins.
    Um livro que eu chorei quando li foi "O menino do pijama listrado".
    Não quis nem ver o filme.

    Bjs,
    Laura

    ResponderExcluir
  3. Já eu sou uma chorona, qualquer coisinha me emociona. Livros então eu já perdi a conta. Já aconteceu com vários, mas o mais antigo que me lembro de ter chorado foi Paula, da Isabel Allende, autora que eu amo amo amo! Aliás, eu amo livros, é a minha paixão!

    ResponderExcluir
  4. Também sou chorona !!!
    Choro até com comercial de margarina...
    O livro deve ser lindo !!!
    Bjks, lindinha !!!

    ResponderExcluir