sábado, 17 de setembro de 2011

Desafio de livros - Um livro que ninguém esperaria que você amasse

Uma autora que adoro mas que o povo culto vê com olhos meio tortos é a Lya Luft. E ela tem esse livro ótimo de reflexões, que é meio autoajuda.



Neste livro, a autora alia memórias a uma delicada e sensível visão sobre o processo de envelhecimento da mulher. Busca dar um testemunho pessoal sobre a experiência do amadurecimento. Convoca o leitor para ser seu amigo imaginário: cúmplice e companheiro de reflexões que vão da infância à solidão e à morte, ao valor da vida e à transcendência de tudo. Lya divaga, discute e versa, com ímpeto, compaixão, e muitas vezes bom humor, sobre velhice, amor, infância, educação, família, liberdade, homens e mulheres, gente de verdade... e conclui que o tempo passa mas as emoções humanas não mudam, revelando que é preciso reaprender o que é ser feliz.

Já li alguma poesia e um romance - Asa esquerda do anjo - da autora e gostei bastante também.

7 comentários:

  1. Adoro Lya Luft sempre leio a coluna dela na Veja. Não sabia desse livro,vou já dar uma olhada nele :D

    Hey! Que saudades, fazia tempo que você não aparecia no blog, tá tudo bem? Vê se não some de novo

    bjss

    ResponderExcluir
  2. boa dica, esta autora e otima

    bom domingo, beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Aline, eu gosto muito de Lya Luft. Acho-a inteligente.

    Mas eu passei aqui para te dizer que descobri um site hoje e lembrei na hora de você.
    Talvez até conheça, já...é o

    http://www.unvestido.com.br/loja/category/vestidos

    Os vestidos são lindos e quase todos no estilo vintage, como você gosta. =)

    Tenha um ótimo domingo. =*

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Lya Luft é uma das minhas autoras favoritas, com uma sensibilidade ímpar... Passou por tantas experiências,tive a oportunidade de assistir uma palestra em uma Bienal do Livro que teve aqui em SP. Uma mulher fantástica.
    Só fiquei surpresa em saber que esse seria um livro que ninguém esperaria que vc amasse...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Karin.
    É que sou formada em Letras e o povo da academia não dá muita bola pra ela. O povo tende a achar que só leio coisa culta, alta literatura, essas coisas.
    ;)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir