quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Vem ni mim, Fifi!


Nada melhor pra concluir esse meu ano de transformações que um show da Fiona. Pra quem não sabe, sou apaixonada por essa novaiorquina, com toda a sua loucura, sua poesia e intensidade.
No final de Novembro, será nosso encontro - que para mim terá seu quê de catártico. Torçamos para que ela não tenha uma crise ou seja presa, novamente, por posse de maconha.

Fiz uma seleção abaixo de algumas das minhas favoritas, que espero que ela cante:

(Ela não tem incluído essa nos shows, mas podia me surpreender, né?)

(Clipe mais lindo! É bem provável que role no show.)

(Essa música é uma delícia e a Fiona tá tão novinha nesse clipe!)

(Ela tocou essa em alguns shows dos EUA e vou até fazer promessa 
pra tocar aqui também porque sou tarada nessa música)

I'm either so sick in the head (quem não?)
I need to bled dry to quit

(Uma das mais bonitas do disco novo, surpreendentemente uma música "pra cima")

Let's pretend we're eight years old playing hookey 
I'll draw on the wall and you can play UFC rookie 
Then we'll grow up 
Take our clothes off 
And you remind me that i wanted you to kiss me when we find some time alone

(Acho que ela força uma voz de brow no início dessa, que ainda assim não deixa de ser foda)

(A ira da mulher obcecada e vingativa. Choro e ranger de dentes adocicados num ritmo animadinho.)

Wait 'til I get him back 
He won't have a back to scratch 
Yeah, keep turning that chin 
And you will see my face
 As I figure how to kill what I cannot catch

(Relato sincero da mulher que admite que provocava a ira do cara, mas que o tem em alta conta.
É a minha favorita do disco novo e soa como uma valsinha triste.)

But we can still support each other
All we gotta do is avoid each other
Nothing wrong when a song ends
in a minor key


(Descrição de um relacionamento nocivo. A melodia progride em diferentes facetas.)

And it doesn't make sense 
I should fall for the kingcraft of a meritless crown 
No, it doesn't seem right 
To take information 
Given at close range 
For the gag 
And the bind 
And the ammunition round


(A letra é meio doida, mas é uma evocação dos sentidos: "manteiga", "faca quente", "gênese do ritmo", "tela de cinema"... E ganha sensualismo com os tambores quase primitivos. O coro de várias vozes em repetição vertiginosa lembra um hino ritualístico. Ui! )

(Carro-chefe do novo disco, é bem representativa das crises da cantora que, dizem, é bipolar. Tem um instrumental onírico e vocal potente. O clipe é insano.)

3 comentários:

  1. Também a adoro! Tem um vozeirão e é muito bonita! Gosto muito da Criminal!

    ResponderExcluir
  2. Legal, adoro Fiona Appla desde Tidal!!! Estou bem animada com os shows no Brasil, será que já saíram as datas dos shows?

    bjos
    Lívia

    ResponderExcluir
  3. Menina, já até comprei meu ingresso!
    Vc é do Rio?
    Dá uma olhada no site do Ingresso Rápido!

    ;)

    ResponderExcluir