quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Janeiro 2013: o que teve

Essa tag está sendo descaradamente copiada da Cacá a fim de manter esse blog atualizado.
Não consegui fazer fotinhos na última semana porque uma avalanche de problemas desabou sobre a minha cabeça. Quero acreditar que 2013 vai ser muito bom porque se me aparecerem outros perrengues além dos vários que se anunciaram esse mês (essa semana!!!), terei de atestar não só o assustador desequilíbrio do universo, mas o meu infarto iminente. Meu coraçãozinho não aguenta mais coisa, não. Sossegaê, cosmos!

Assistindo...

Holy Motors, Leos Carax ♥♥♥♥ (louco demais, mas muito bem executado; pôs várias caraminholas na minha cabeça)

A última tentação de Cristo, Martin Scorsese ♥♥♥♥

Bom dia, Yasujiro Ozu ♥♥♥♥♥ (tão engraçado! cada dia mais fã do Ozu)

Morte em Veneza, Luchino Visconti ♥♥♥

Tommy, Ken Russel ♥♥♥♥ (psicodélicoooo)

Paris, Manhatan , Sophie Lellouche ♥♥ (tinha tudo pra ser fofo, mas é muito chato!)

Lancelot do Lago, Robert Bresson ♥♥♥ (o primeiro do Bresson que não me empolgou)

E o vento levou, Victor Flemming ♥♥♥♥♥ (assisti pela milionésima vez! amo tanto esse filme!)

Amor, Michael Haneke ♥♥♥♥♥ (lindo e comovente)

Rastros de ódio, John Ford ♥♥♥♥

E as séries de sempre: Revenge (cada dia mais absurda, devia ter sido encerrada na primeira temporada), Girls (achei que a série começou meio desandada, o roteiro tá apelativo demais, meio desesperado, meio Lady Gaga da televisão) e New Girl (cada dia mais nonsense, mas surpreendentemente mais engraçada). Não estou morrendo de amores por nenhuma dessas. As outras séries de que gosto não começaram ainda e estou com preguiça de começar a assistir outras, so...

Lendo...

Morte em Veneza, Thomas Mann ♥♥♥♥ (primoroso, bem escrito, cheio de considerações filosóficas, estéticas e psicanalíticas mesmo sendo tão miúdo!)

Jorge Luis Borges - Esplendor e derrota (finalmente, termineeeeei!) ♥♥♥♥ (a autora foi amiga do Borges, então o texto é cheio de referências truncadas, memórias e idiossincrasias; um livro um pouco confuso e cansativo, mas que achei bom no fim das contas)

A invenção de Morel, Adolfo Bioy Casares ♥♥♥♥ (fantástico!)

O Velho Oeste Carioca, André Mansur ♥♥♥ (é bem resumido, mas apeteceu minha curiosidade com a história da minha terra)

Ouvindo... 

Ouvi pouca música esse mês. Só os Beatles enquanto fazia faxina, um pouco de The Who, porque senti vontade depois de assistir Tommy, e as dezenas de links do youtube que meu namorado me manda pelo gtalk (o que significa uma quantidade considerável de Alice Cooper, hihi)

Querendo... 

Mais tempo pra ler. Meu ritmo tá muito fraquinho ainda nesse início de ano. Também quero assistir aos indicados ao Oscar, especialmente Django livre e Lincoln.


11 comentários:

  1. Eu adorei o novo visual do blog Aline, mto fofo!

    ResponderExcluir
  2. Ja assisti Django
    embora não goste do genero "cowboy"
    curti o filme
    deixei de ver New Girl e estou na metade da primeira temporada de revenge, vi girl, gostei, é mei bestinha, mas gostei
    desejo sorte e paciencia

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Django e Lincoln eu já vi e amei os dois. E amiga, acrescente aí O Lado Bom da Vida. Bom demais.
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Espero que a avalanche passe logo, assim fica o resto do ano tranquila ;)

    Admiro quem consegue ler mais de um livro de uma vez, nunca consegui fazer isso, meu cérebro não processa. E sobre Girls, ou eu estou puritana demais ou o sexo anda apelando demais. Nunca se sabe.

    bj.

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline!
    Também vejo New Girl e Revenge e tenho uma opinião beeem parecida com a sua! E sigo gostando de vir aqui dar uma bisbilhotada nas suas aprontações! O importante é que, mesmo com problemas e infartos quase semanais, as flores persistam, lá no fundo...
    Beijos de ternura,
    Elô

    ResponderExcluir
  6. MENINA, esqueci completamente dessa tag hahahaha fui lembrar dela aqui, agora :(
    vou recomeçar ela no fim de fevereiro <3

    ResponderExcluir