domingo, 5 de maio de 2013

Abril de 2013: o que teve

Assistindo...

Ma nuit chez Maud

Conte de Printemps (Conto de primavera), Eric Rohmer ♥♥♥♥ Tô fazendo um intensivão do Rohmer, primeiro porque os os longos diálogos e quetionamentos que ele faz me interessam muito, além do realismo que ele consegue imprimir nas caracterizações. Também serve pra eu treinar meu francês capenga. Esse filme, em particular, é muito bom.

Ma nuit chez Maud (Minha noite com ela), Eric Rohmer ♥♥♥♥ Depois do Conto de inverno, esse é o meu favorito dos que vi até então.

1984, Michael Radford ♥♥, Tão fiel ao romance que não lhe acrescenta nada, além de soar confuso pra quem não leu.

A visitante francesa, Hong Sang-Soo ♥♥♥ Bonitinho e divertido, alia poesia e comicidade. Enquanto as mulheres amam de maneiras várias e imprevisíveis, aos homens cabe a trágica tarefa de se repetir.

César deve morrer, Paolo e Vittorio Taviani ♥♥♥♥ É um documentário, só que estetizado. Filmado numa prisão italiana de segurança máxima, sugere o poder libertador da arte, ao mostrar os detentos ensaiando e encenado uma peça de Shakespeare.

Le cercle rouge (O círculo vermelho), Jean Pierre Mellville ♥♥♥♥ Um noir elegante, bem conduzido, com pouquíssimas falas e uma cena primorosa de roubo.

Moon (Lunar: o outro lado da lua), Duncan Jones ♥♥ Ficção científica meio morna, foi a estreia do filho do David Bowie como diretor. 

Lendo...



1984, George Orwell ♥♥♥♥ Resenha no post anterior

Já matei por menos, Juliana Cunha ♥♥♥♥ Algumas da melhores crônicas que a Juliana publicou em seu blog. Ironia, humor, inteligência e digressões inusitadas compõem o estilo da autora.

O fio das missangas, Mia Couto ♥♥♥ Coleção de contos, interessante pra quem quer conhecer o trabalho do Mia. Tem a linguagem poética, o universo mágico, o mito e a lenda que caracterizam o estilo do autor, mas me soou um pouco repetitivo e inferior quando comparado a seus grandes romances, como Terra Sonâmbula e O outro pé da Sereia.

Ouvindo...



Midnight Boom e Blood Pressures, The Kills ♥♥♥♥♥ Peguei os dois álbuns com meu namorado e estou absolutamente viciada. Mistura de um rock cru com a levada dançante da balada. Guitarras distorcidas e o vocal sexy da Alison Mosshart.

Bunderbluss, Jack White ♥♥♥♥ Demorei a dar confiança pro Jack, mas depois de ouvir com cuidado, me rendi. Soa bastante retrô em vários momento. Delícia!

"I could've been your girl", She & Him ♥♥♥♥ A duplinha liberou mais uma do álbum novo.

"Fear of my identity" e "Who have I become", Best Coats ♥♥♥ Como eles têm uma vibe praiana, lançam o disco no verão de lá. Como eu moro no Hell de Janeiro, estou sempre no clima pra escutá-los. 

Querendo...

Flanar lépida e faceira em Buenos Aires e Colônia do Sacramento, semana que vem.
;)

3 comentários: