sexta-feira, 4 de abril de 2014

Little pieces of my week



Sábado fui com as queridas e Lu matar as saudades, papear, comer e conhecer a nova Travessa, em Botafogo. Almoçamos uma comida tailandesa deliciosa, no Orienthai — dica da Lu. Foi a primeira vez que comi e fiquei apaixonada. Já quero voltar lá muitas vezes. Comemos um prato super picante com frango e palmito, e outro PECAMINOSAMENTE saboroso com mignon, nirá, cebolinha, leite de côco, coentro e amendoim. Tudo acompanhado com arroz de jasmim e naan. Depois tomamos lassi para reduzir o ardor da boca, rsrs.

Quanto à livraria, ela ocupou o espaço de uma antiga lavanderia e está bem grande e bem bonita (como costumam ser as Travessas). Parece que haverá um café no mezanino, que ainda não estava funcionando.

A Denise fez uns desapegos literários e me deu esses livros:

Mas também fiz minhas aquisições:


A Cosac Naify mandou um cupom de desconto de 49% por email que usei comprando essas belezuras:


Ganhei o Middlesex da Denise há algum tempo e resolvi lê-lo agora. Ele está na lista de leitura da Rory Gilmore e foi vencedor do Pulitzer. Confesso que estou achando-o meio irregular até o momento. Ele tem 567 páginas, mas ainda não cheguei à metade. Vamos ver se ele melhora mais para frente. O Jeffrey Eugenides, para quem não sabe, é o autor de As virgens suicidas, que inspirou o filme da Sofia Coppola. Outra coisa: só eu achei essa capa medonha?



Essa semana também pendurei quadrinhos em cima da cristaleira.

Na semana passada, recebi uma newsletter (essas correspondências from hell!) da marca Le Couvent des Minimes. É uma marca francesa de cosméticos que pertence à Loccitane, e cuja história remonta a um convento de monges botânicos. Clique aqui se quiser saber mais. Achei as embalagens bonitas e os preços mais convidativos que os da Loccitane e decidi comprar para testar. O shampoo e o condicionador levam alecrim, sálvia, menta e soja na fórmula e até que reduziram bastante o frizz dos meus cabelos. O cheiro não é exatamente perfumado, chega a lembrar remédio. O leite hidratante de mel e manteiga de karité é bem emoliente e muito cheiroso. Estou usando bastante. A vela de baunilha também tem um perfume muito agradável — adoro fragrâncias adocicadas! Ainda não usei o sabonete.


 




Minha dieta vai bem errática. Há dias em que sou muito disciplinada, noutros sinto uma fome sobrenatural. Um consolo é ter me acostumado ao sabor do adoçante. Achei que nunca fosse acontecer, rs. Com o leite desnatado, não tenho problemas. Gosto até, o que as pessoas parecem estranhar.

Quinta à noite, testei uma receita de salmão ao leite de côco. Por minha conta, adicionei montes de pimenta e curry. Achei mais gostoso assim. A ideia era traçá-lo só com salada de folhas, mas depois fui me convencendo de que cairia bem com arroz. Na minha despensa havia integral e gohan. Adivinhem qual eu escolhi? :P


Fui tomar café da tarde (quase noite) com uma amiga na Manon e fotografei a vitrine fofa. Total escapada da dieta, mas pelo menos não jantei depois (como se isso fosse mais saudável). A torrada petrópolis estava impecável, como de costume.

Anelzinho meigo da Marisa
In love com esse brinco.

Simpática turma residindo atualmente na minha escrivaninha. Como não amar essa vaca de aparelho? ♥ A vaquinha e o cãozinho nas laterais são apontadores, e alguém duvida que essas borrachinhas nunca serão usadas?:P

Notícia boa hoje pela manhã: depois de um atraso imperdoável, minhas estantes de livros vão chegar à tarde. Muito trabalho e arrumação à frente, mas a alegria é maior! 
:D

3 comentários:

  1. Olá ALine! Eu por aqui de novo ;)
    Senti uma empatia muito grande por você, creio que seja por ambas sermos estudante de Letras e pelos livros que vi por aqui, gostei também das fotos aleatórias! Um abraço
    Eu também sou aficcionada por seriados e o Gilmore Girls já foi um dos meus preferidos quando eu era adolescente ;)
    Flávia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se identificou, Flávia!
      Eu estou morrendo de amores pelas fotos e textos do seu blog!

      Excluir
  2. Aline, eu também compro itens de papelaria bonitinhos e nunca uso. Compro somente para olhar e dar suspirinhos com tanta lindeza. Aliás, também comprei a coleção de borrachinhas. Não tive coragem nem de tirá-las do pacotinho listrado. Adoro seus posts, pois me identifico com você pela paixão pela literatura. Um abraço, Claudine.

    ResponderExcluir