sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

5 coisas que amo no Japão

Dia desses me dei conta de que adoro todas as coisas de origem japonesa que consumo. Acho que eu estava tão ocupada amando a Inglaterra, a Itália, Grécia, Portugal e a França, que não dei por essa afinidade. Antes que apontem minha veneração de colonizada deslumbrada, devo dizer que é meio difícil pra qualquer freak de cultura não viver assoberbado com a cultura dos países que citei. Eles sempre aparecem quando você se ocupa em chafurdar livros de história, de literatura, filmes e elementos ligados às artes plásticas. Outros países poderiam ser incluídos naquela lista, mas esses são os mais recorrentes, pelo menos em relação aos produtos culturais que consumo.

Só que, vez ou outra, dou com alguma coisa japonesa no caminho e piro.


E para variar, demorei para identificar esse padrão. Eis algumas das maravilhas nipônicas que me fazem mesmerizada:

1. Os filmes do Yasujiro Ozu e do Kaneto Shindô - Na minha lista de filmes mais maravilhosos do universo, estão produções desses dois senhores: Pai e Filha, Era Uma Vez em Tóquio, A Ilha Nua. A Ilha Nua talvez seja a película mais pungente, tocante e visualmente linda que eu já tive o privilégio de assistir. Esses três filmes abordam a mudança de costumes, o choque de gerações, a resiliência típica da cultura japonesa. São filmes lindos de se ver e verdadeiros bálsamos para o espírito. Recomendo cem vezes!




2. Mangás e Animes - Se eu não busco consumir mais esse tipo de coisa, é porque sei que minha vida vai acabar. Li Naruto e Death Note e gostei demais. Na época, eu fazia mestrado e não podia me dedicar muito às leituras de passatempo, e acabei abandonando-os. Só que eu sei que se retomar, já era a existência. Tendo a ficar viciada nessas coisas e, sinceramente, não estou podendo. Assisti Naruto, Death Note, Bleach, Crayon Shin-chan e Dragon Ball com assiduidade e sofreguidão. Tem drama familiar, solidão, depressão, os personagens sofrem, os personagens se superam, exageram nas piadas de cunho sexual, tudo dificulta pro casal principal ficar junto, tem triângulo amoroso, os maiores mestres e samurais são sempre tarados... O Shin-chan é uma criança endemoniada, a mãe dele é histérica e irresponsável, seu pai é um mentiroso safado e negligente e a babá é uma megera. Como não amar? Tem muito boberol envolvido, sim, e talvez seja o meu prazer culpado mais evidente. Who cares? AMAREI FOREVER!



3. As animações do Estúdio Ghibli - Não precisei assistir todas para saber as amarei. Vi três até agora — A Viagem de Chihiro, Sussurros do Coração e Meu Amigo Totoro —, uma mais linda que a outra. Os desenhos são impressionantes (dá vontade de mergulhar na tela), tem sempre um elemento mítico, mágico, além do sentimento e, claro, bastante da rica cultura nipônica. Já baixei tudo que encontrei até agora e pretendo assisti-las logo.


4. As músicas pop-chicletes que sempre tocam nos filmes e animes - Sempre corro pro youtube digitando transliterações toscas do que entendi da música (tipo "aoi aoi ano sorá"; acreditem, muita gente faz isso) pra ver se as encontro, e, não raro, são dessa bandinha, a Ikimono Gakari.



5. As comidas - Claro, elas não poderiam faltar.  Os restaurantes japoneses demoraram a chegar no bairro onde morei por mais tempo. Quando chegaram, é bem provável que servissem quitutes um tanto adaptados, mas logo me rendi. Achei bem estranho da primeira vez e ainda não consigo comer sashimi porque estranho a textura, mas todo o resto? MANDA! Eu via o Naruto comendo baldes de rámem e ficava faminta. Matei minha vontade algumas vezes no bairro da Liberdade, impressionada com o tamanho da tigela. Também acho linda a elegância dos japoneses ao comer de forma comedida com seus hashis (nem sei se é assim ainda nas grandes metrópoles, devo imaginar um clichê já ultrapassado, mas minhas referências são o cinema e os animes, ok?) e a arrumação caprichosa dos pratos. E as bentôs? Sou pirada nas infantis!






Agora estou com medo de ler os livros do Haruki Murakami (ou Harumaki, como diz o Daniel) e não querer ler mais nenhuma outra coisa. Que vocês acham? Arrisco-me? E vocês, gostam da cultura japonesa?

9 comentários:

  1. Acho que do que você citou fico com o cinema e os livros do Murakami hahahaha (leia sim, você vai gostar muito!).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Agora que vi seu post me toque que amo tudo isso que vc falou, com exceção aos filme que ainda não vi (Depois de ler "A elegância do ouriço", fiquei louca pra ver todos os filmes do Ozu.

    Acho que acrescentaria, as bugigangas, enfeites fofos, merendeiras fofas, coisas pra casa fofas... e a <3 PAPELARIA <3, amo as borrachas, canetsa, bloquinhos, post its...rs

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Também gosto muito do Japão, sobretudo as animações do Studio Ghibli. Uma pena que eles tenham fechado as portas :(
    Gostei desses filmes em preto e branco que você mencionou :) vou procurar para assistir.
    bjos!

    http://lolita-rapsody.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Murakami virou um vício em minha vida...
    Ah, estou adorando seu canal do Youtube!
    Beijos

    ResponderExcluir

  5. Confesso que nunca fui muito fanzona do Japão, perdia todo o meu tempo e dedicação com a América Latina! De uns tempos pra cá que fui dar mais atenção à Europa, mas sempre soube que iria adorar o oriente! É verdade que era muito fã dos seriados japoneses tipo Jiraya, Changeman, Jaspion e afins! Acho que a minha próxima viagem do ano que vem será o Japão, estou contando com isso! Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Aaaaamo mangá, filmes japoneses e principalmente, comida japonesa! hehe
    Agora meu sonho é conhecer o japão... já li uns relatos de quem foi e fico cada vez com mais vontade!
    Um beijo,
    Re

    ResponderExcluir
  7. Ihh, toca aqui então!!

    Deixa eu te dar uma dica gostosa e pequenininha então: o anime Ao Haru Ride. É shoujo, mas é muito fofo!

    Carol

    ResponderExcluir
  8. Já fui fã exagerado dessa cultura, comecei lendo mangás, vendo animes, comprando livro para autodidatas de japonês e morrendo vontade de visitar o bairro da Liberdade. Mas hoje meu ânimo para essa cultura se esfriou, foi um momento bom ter curtido essa linda cultura, que é a japonesa.
    :)

    ResponderExcluir
  9. Amo o Japão e sua cultura também!
    Quando eu era mais nova via anime dia e noite, era maratona todo dia! hahah

    http://www.whatamandalikes.com/

    ResponderExcluir