quarta-feira, 4 de março de 2015

5 músicas que me representam


Ensaiei responder a TAG "Trilha Sonora da Minha Vida", do Rotaroots, meses atrás quando ela foi proposta, mas o post estava ficando gigantesco. Sou absolutamente apaixonada por música, assim, num nível espiritual-metafísico-místico, e acabo me empolgando quando tenho de enumerar favoritos.

O post acabou ficando perdido nos rascunhos, mas hoje me toquei que poderia fazer essa versão mais econômica. A propósito, essas listas de 5 coisas vêm muito bem a calhar para mim, que sou prolixa e me empolgo nas digressões. Entonces, eis, abaixo, cinco musiquinhas com que me identifico bastante:

1. That's not name - Ting Tings

Na escola, eu não era exatamente popular. Sempre fui introvertida e um tanto tímida, além de muito alta, cheia de espinhas, pobre e desprovida de habilidades esportivas. Disso resultou que eu ficasse pouco conhecida, ou fosse reconhecida como apenas mais uma menina esquisita cujo nome ninguém lembra muito bem (ou do segundo nome estranho) e que tinha uns gostos musicais um tanto incomuns. Felizmente, eu costumava lidar bem com a minha estranheza e não morria de ressentimento. Só que de vez em quando rolavam situações constrangedoras ou desconfortáveis com pessoas que me confundiam com outras ou que, tentando ser simpáticas, eram toscas.


Essa música fala de encontrar a força em si mesmo, de se arriscar naquilo que se deseja. Mega clichê, mas é o lema da minha vida. Percebi cedo que vincular a minha satisfação às atitudes de outras pessoas era a maior furada. É claro que é uma delícia ter amigos queridos, gente com quem conversar, rir, compartilhar gostos e hobbies. Só que as relações com outras pessoas ficam mais leves quando a gente aprende a gostar da própria companhia, quando a gente tem as nossas próprias coisas com que se distrair, sem ficar vivendo a vida dos outros ou se preocupando com julgamentos.

3. Me and You - She & Him

Essa música fala de uma pessoa que acaba curtindo melancolia e ansiedade por causa das coisas que não pode controlar. Esse é um dos meus maiores problemas. E ouvir essa musiquinha tranquila com a Zooey me dizendo para ser legal comigo mesma sempre me ajuda a ficar serena novamente.

4. This mess were in - PJ Harvey e Thom Yorke

Nessa música linda, Tom Yorke e PJ Harvey narram um romance na loucura urbana. Cumplicidade em meio às belezas insuspeitadas do cotidiano. Me lembra muito o meu próprio relacionamento, com nossos passeios cheios de curiosidade por esse Rio de Janeiro lindo. ♥

5. O Vento - Los Hermanos

Essa relação complexa com o tempo é algo com que me debato o tempo todo. A sensação de que não há tempo, que causa ansiedade; a incerteza, a impaciência; o otimismo, a esperança de que o tempo cure; as marcas que o passado nos deixa... E, sim, apesar de a música se chamar "O Vento", ela trata em boa parte do Tempo.

Um comentário: