terça-feira, 12 de maio de 2015

Florença... que serenidade imensa















Ficamos pouco tempo em Florença, mas foi o suficiente para a cidade nos conquistar. A Firenze de tantos artistas geniais tem uma beleza muito particular, que inspira. Berço do Renascimento, cidade natal de Dante, principal cidade da região da Toscana... Florença tem muitos predicados importantes. Além da bucólica proximidade com o rio Arno, a cidade revela em sua arquitetura as marcas da intensa atividade artística que abrigou. 

Pegamos o trem de alta velocidade da Rail Europe, na estação Termini (Roma), e chegamos em uma hora e meia. A temperatura estava mais baixa que em Roma e a cidade estava repleta de turistas. Foi muito emocionante caminhar por aquelas ruas estreitas e imaginar que por ali perambulavam Da Vinci, Michelangelo, Giotto, Botticelli, Petrarca, Boccacio, o próprio Dante.

Fizemos os passeios óbvios dos amantes das artes: a prodigiosa catedral gótico-renascentista Santa Maria del Fiori, o museu Casa de Dante, a Galerias da Academia (com o impressionante Davi) e a inacreditável Galeria Uffizi, com a coleção de pinturas mais embasbacante que pude ver nessa vida. 

Além de todo esse êxtase estético que Florença proporciona, há também alguns deleites mais modestos que me encantaram, como o comércio local. As joalherias, com seus camafeus e bijuterias feitas com mosaicos, os inúmeros brechós e as lojas com as bolsas mais lindas que já vi na vida me deixaram absolutamente apalermada e em risco de falência. São uma verdadeira perdição para os amantes dos estilos vintage e retrô.

Há, também, algo como uma atmosfera meditativa nas ruelas escuras, nas reentrâncias das construções. Não é difícil imaginar algum dos artistas célebres da cidade encostados em algum canto refletindo,  concebendo a primeira ideia para um trabalho.


Florença... que serenidade imensa
Nos teus campos remotos, de onde surgem
Em tons de terracota e de ferrugem
Torres, cúpulas, claustros: renascença

Das coisas que passaram mas que urgem...
Como em teu seio pareceu-me densa
A selva oscura onde silêncios rugem
No meio do caminho da descrença...

Que tristes sombras nos teus céus toscanos
Onde, em meu crime e meu remorso humanos
Julguei ver, na colina apascentada

Na forma de um cipreste impressionante
O grande vulto secular de Dante
Carpindo a morte da mulher amada...
(Vinícius de Moraes)

Surpreendente, sugestiva, misteriosa... Firenze é uma cidade onde a inspiração não cessa em florescer.

4 comentários:

  1. Que lugar lindo, estou apaixonada pelas fotos. E a perfumaria Aline?! HAHAHA, achei um amor.Que cidade maravilhosa, me leva.

    http://mcmxcviblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. E aí cada post que vc me fala da sua viagem me faz ter vontade de ir para a Itália... e to com um siricutico aqui e me segurando para nas minhas próximas férias ir para lá!!!
    Combinei comigo mesma que não vou para a Europa nos próximos 6 anos e que tenho obrigação de conhecer melhor o Brasil e a América Latina...
    Tô amando os seus posts sobre a viagem! E estou muito muito muito feliz que você conseguiu realizar esse sonho antigo!!!!!!!!!


    beijos e muitas saudades!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Florença é maravilhosa e suas fotos ficaram lindas de viver! Ficou tonta olhando o Davi? Eu fiquei num misto de maravilhamento com medo porque é louco pensar em uma pessoa construindo aquilo. Mesmo com ajuda, mas é perfeito demais!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Patrícia Carla Chagassábado, maio 16, 2015

    Mais um post massa e encantador, Aline!
    Fora os vídeos do seu canal, acabo de ver os recentes que postou sobre livros e personagens femininas.
    É, acho que terei que ir a Italia nas minhas férias, rsrsrs.
    Abraços de Natal,
    Patrícia

    ResponderExcluir